Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!


7 Comentários

E as coisas vão bem… e ela treina a troca da canula.

Por aqui, tudo está bem. Glicemias controladas na medida do possível.

Escola: A professora raramente me liga. A Vivi tá se virando bem sozinha. Algumas vezes chego pra buscá-la e ela está tomando mel ou com as pastilhas de glicose e ele me conta que se sentiu estranha e ela mesma mediu sua glicemia, sem pedir pra ninguém, viu que estava baixo e ela mesma corrigiu.

Essa semana, por causa da Páscoa, comeu algumas outras coisas lá, a professora ligou e tudo certo. Mas na quarta, recebeu um pirulito de chocolate caseiro, sem etiqueta de quantidade de carboidratos. Eu já tinha avisado ela que ela ganharia chocolate e pedi pra não comer pra não atrapalhar o almoço. Até parece… na saída, todos comendo, ela resolveu comer… E como (AINDA BEM) já ententeu que sempre que comer precisa de insulina, imaginou uma quantidade de carboidratos e colocou na bomba pra fazer a correção. Acontece que o chocolate tinha 25g de carboidratos e ela colocou 60g cho. Mais que o dobro…. Nossa sorte foi que eu cheguei em 15 minutos e nós iríamos almoçar em seguida. Ela comeu e acabei nem precisando aplicar insulina, por causa da quantidade que ela já tinha se aplicado. Depois fez aula de circo e a glicemia ficou mto boa. Não tivemos problemas… Mas é algo pra eu começar a me preocupar… ensinar, na medida do possível, algumas noções de contagem de carboidratos… treinar com algumas alimentos que ela come mais….

No médico: Nosso útimo retorno foi em fevereiro… ainda não consegui baixar a glicada de 7% … Está 7,3% . Está bom pra idade dela… mas dá pra melhorar ainda mais.

Fizemos um perfl de basal diferenciado para os finais de semana, que estavam com glicemias altas, por comer mais besteiras e fora dos horários… E isso já deu certo! Glicemias dentro do normal nos finais de semana também…. rumo a uma glicada na casa dos 6% !!

E ela continua tentando fazer as coisas sozinha ! Existe ainda, não sei se uma aflição ou insegurança, então temos que segurar o aplicador pra ela…

Publicidade