Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!


5 Comentários

Você ‘comemora’ seu aniversário de diabetes? Vivi completa 4 anos de DM1 !!

Nâo esqueçam de votar novamente no nosso blog pro TOP BLOG 2012! Se você acha que o blog tem um conteúdo que deve ser divulgado amplamente, um conteúdo que ajuda as pessoas, que te ajudou, não deixe de votar. Essa é a segunda fase que encerra dia 10 de novembro!

Diaversário!!! Há quem invente palavras! Faz parte.

Vocês comemoram essa data ou sofrem com ela???

Hoje faz 4 anos que tivemos o diagnostico da Vivi.  Ano passado, a data passou meio batida. Esse ano eu lembrei mais cedo e comentei. Ela se mostrou muito contente com a data e não fez outra coisa essa semana a não ser contar pra todo mundo que o aniversário de 4 anos de diabetes tava chegando.

Até no escotismo hoje, cantaram parabéns pra ela! Por estar se superando a cada dia, encarando esse desafio muito bravamente!!

Essa é a minha mania. Guardo todos os tubinhos de tiras!!
E ela escolheu essa camiseta por conta própria! Aqui nada é combinado. Tudo sempre muito espontâneo!

No café da manhã, conversando sobre o assunto, meu pai perguntou: -Pra que comemorar isso? Essas coisas não se comemoram.

O diabetes foi um divisor de águas. Existem diversas coisas ruins, mas também existem coisas boas! E em quase tudo na vida, temos duas escolhas: direita e esquerda, frente e trás, cima e embaixo, sim e não, pra lá ou pra cá, ir ou voltar, SER FELIZ OU SER INFELIZ… guardar coisas boas ou guardar coisas ruins. São ESCOLHAS! Algumas mais conscientes, outras mais doloridas, mas no final das contas, todas são escolhas e todas elas trazem consequências.

Aqui, optamos por ter apenas coisas boas em mente com relação ao diabetes. Principalmente porque ele é pra vida toda! Não tenho nenhum trauma, nenhuma lembraça negativa, não sinto nada diferente perto dessa data. Tem gente que a vida muda quando vai chegando perto desse ‘aniversário’, vai ficando triste, pensativo… mas aqui não.

Eu não sou a pessoa mais positiva do mundo! Muito pelo contrário até. Na minha vida pessoal e no jeito que lido com as MINHAS coisas, sou bem negativa, mas com as minhas filhas, sou muito diferente.

Aqui, comemoramos o diabetes sim por diversos motivos! Entre eles:

1. Ela está VIVA! E vive muito bem com o diabetes! Adora ter diabetes!

2. Existe tratamento pro diabetes que permite que a criança tenha uma vida mais próxima do normal possível, evitando sequelas no futuro.

3. O governo (de São Paulo) nos permite dar o melhor tratamento pra crianças portadoras de diabetes. Fornece insumos religiosamente, salvo raras exceções, e se compararmos com outros lugares, a burocracia nem é tanta.

4. Ela tem uma vida muito mais saudável que antes.

5. Criamos vinculos e conhecemos pessoas maravilhosas.

6. Temos uma associação incrível que luta pelos direitos das pessoas com diabetes

entre outras coisas…. não temos do que reclamar. Temos momentos mais difíceis, de decisões mais delicadas, mas não da pra reclamar se compararmos com o todo.

Vejam um vídeo que fizemos! E um recadinho da Vivi (e da Duda) pras crianças recém diagnosticadas! Não editei, porque assim da pra perceber um pouco de ciúme da Duda! E a parte que ela fala da bomba, como vocês viram, foi espontânea e simplesmente porque ela é apaaaixonada por essa bomba! Não troca por nada na vida!!! Acho que trouxe tantos beneficios que ela se sente muito grata!

Publicidade


5 Comentários

Como uma associação e até mesmo a internet podem te ajudar! Depoimento de uma mãe!

Meu nome é Vanusa mãe de Rafaela de 6 anos e do Kaiky de 3anos,antes de decobrir o Diabetes  não tinhamos uma vida saudavél, a alimentação de todos nós era fora do horário e a Rafa não comia bem.

Moravamos com a avó paterna e lá engravidei do Kaiky,e no dia 17 de março de 2009 chegou a hora do bebê nascer. Corri para o hospital e lá fiquei uns 5 dias a Rafa e o meu marido me visitavam todos os dias e no 4º dia da visita a Rafa toda hora pedia para o pai água e coca-cola e queria ir ao banheiro,como estavamos emocionados com a chegada do Kaiky nem percebemos o que estava acontecendo com minha filha.

Então  recebi alta  dia 22 de março e a Rafa, com o meu marido, foi nos buscar no hospital. Ela estava muito feliz com o irmãozinho e naquele dia já fomos para a nossa casa e a partir dali eu percebi que a Rafa estava emagrecendo, com muita fome, sede, urinava demais e de madrudaga nem dormia direito. Ela toda hora ia ao banheiro, eu achei que era a ansiedade com a chegada do irmãozinho.

Mas quando foi dia 24 de março a noite ela com os olhos fundos, pálida, começou a vomitar bem na hora em que meu marido chegava do serviço e imeditamente arrumei os documentos  e meu marido levou ela para o hospital, eu não fui porque estava com o bebê.

Então chegando lá no Hospital foi atendida por uma médica e meu marido falou os  sintomas e imediatamente ela fez um destro e confirmou o que ela achava, estava com a glicemia 450 , nossa que noite mais triste das nossas vidas, então ela ficou internada e meu marido ficou com ela pois eu estava amamentando, nossa eu fiquei muito triste nesses primeiros meses, meu leite secou e eu quase fiquei com depressão, mas pensei:  algo tenho que fazer,  não posso ficar parada chorando e minha filha precisa do meu apoio e minha força para conseguimos ajustar as glicemias.

E lá no hospital ela ficou 16 dias internada. Meu marido aprendeu como fazer o dextro, aplicar a insulina, como agir com uma Hipo e Hiper, chegando em casa foi aquele medo da minha filha passar mal e eu sem saber o que fazer mas estava segura poque meu marido passou uns dias em casa para me ensinar o que tinha aprendido no hospital.

Começei a aplicar insulina, ela usava Nph e Regular e aplicava com a Seringa. tinha muita Hipo e usamos essa insulina durante um ano, ai o médico me receitou a Lantus e Apidra até então não tinhamos o conhecimento onde conseguir essa insulina para nos doar, compravamos ela todo mês 88.00 a Lantus e 27.00 reais a Apidra. Nossa como era dificil, eu não trabalhava mais, só meu marido e tudo para Diabéticos é caro, foi quando conheci uma moça em que a filha dela tbm é Diabetica aqui perto onde moro e ela me disse como proceder para fazer o pedido das insulinas sem custo algum, nossa que alegria em 1 mês começamos a pegar a Lantus e apidra ainda eu compro, mas tudo bem me ajudou bastante, ainda bem que começamos a usar a caneta que é bem fácil de aplicar e a Rafa nem reclama quando vou aplicar.

Vanusa, Rafa e eu no Congresso da ADJ – Março/2012

Só que começamos a aplicar a insulina e as glicemias da Rafa não baixavam, sempre altas acima de 200,e o médico resolveu mudar a dosagem só que depois ela tinha muita Hipo de madrugada,em um mês a minha filha teve três convulsões de madrugada . Claro que eu corri e dei algo para ela com açuçar para dar tempo de chegar ao hospital ,mas era constante essas convulsões de 15 dias acontecia eu não sabia mais o que fazer, foi quando começei a procurar na internet algo sobre Hipo e Hipo e se tinha alguma site falando sobre Diabetes, até encontrei  site da Adj – Diabetes Brasil e me ajudou muito e tbm conheci o Blog  da Vivi – Minha filha Diabética a filha da Nicole Lagonegro,que por sinal me falou a Adj tbm eu nunca tinha ido la na Adj ai resolvi conhecer o trabalho deles , primeiro eu fui em um grupo de mães para se conhecer e as crianças tbm se  conhecem .

Depois de entrar do varias vezes no Blog Minha filha Diabética eu conheci outras mãe Dm tbm, ai vendo elas falando sobre Contagem de carboidrato e eu ficava pensando nossa mas o que é isso ai resolvi marcar com a nutricionista da Adj para conher o assunto,e a maioria das mães do grupo em que eu participo no Facebook, o qual a Nicole me apresentou fazem Contagem e me mostraram que tinha uma melhora absurda.

Então resolvi procurar ajuda de especialistas,antes as Glicadas da Rafa estvam muito altas 10.0% ,agora com a contagem e mais com a insulina para baixar o destro tudo melhorou depois de 3 meses baixou para 7.7 ufa …Falo para todos que não foi fácil chegar nessa Glicada mas tenho certeza que podemos melhorar.E agora com a Contagem minha filha tem uma vida normal porque antes ela não tinha eu proibia ela de comer várias coisas porque as glicemias estavam sempre altas ai como eu não tinha conhecimento da contagem e que ela poderia comer várias coisas contanto que cada alimento tem um valor de contagem ai eu aplico a insulina para não subir a glicemia,agora saimos para vários lugares sem medo dela comer algo e claro sem exagero e sem culpa sabendo tem tem que aplicar a insulina rápida.

Bom resumindo a História no começo da descoberta confesso que não aceitava o Diabetes. Eu cuidava do jeito que os médicos me ensinavam, quando ela estava com a glicemias altas eu achava que era melhor para ela pois não tinha o conhecimento de quanto é perigoso tanto Hiper quanto a Hipo. Mas ao passar do tempo, depois de tanta coisa que minha filha passou chegou a ficar sem enxergar durante um dia inteiro quando aconteceu a convulsão de madrugada eu percebi que algo eu tinha que fazer, mais do que já fazia e o que eu fazia não estava adiantando,então depois de tanta pesquisa na internet e conheci várias pessoas em redes socias eu percebi o que eu estava fazendo não era certo e que faltava uma coisa Contagem de Carboidrato,alimentação saudavel minha filha já tinha mas não fazia a contagem certa de alimento, de insulina as duas coisas tem que combinar se não nada disso ia melhorar.

Agora eu falo para todos que minha filha é uma crinça mais esperta,mais Feliz e tem mais energia para brincar ,antes com muita Hiper ela ficava muito cansada,nervosa e não tinha pique para nada não dormia direito e nem queria se alimentar direito.Agradeço a todas as  pessoas do grupo que me ajudaram com suas experiências com seu filhos me orientando como presseguir e procurar outras opinões de médicos e nutricionistas.

Nunca é tarde para aprender que a vida não para se a gente não quiser,temos que procurar o melhor e não ficar procurando uma resposta do porque isso aconteceu e ficar esperando um milagre acontecer enquanto as coisas estão piorando. Espero que minha experiência  e descoberta possa ajudar muitas pessoas que passam por isso…Nunca desistir . Afinal temos que procurar o melhor para nós mesmo senão nada muda.

Hoje dia 13 de Julho 2012 minha filha faz 6 aninhos, estou feliz por ela estar conosco mesmo com altos e baixos estamos aqui juntos ajudando com a melhorar cada dia mais a sua vida Saúdavel e sócial afinal ela é Diabetica mas acima de tudo é uma crinça normal ,carinhosa, Feliz e que se acostumou com essa vida ,que por sinal uma vida sem ponto final mas com virgulas, procurando melhorar e ver no que erramos para nada aconetecer novamente….Um abraço a todos.