Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Minha garotinha cresceu! E vem aí a tão temida adolescência!

11 Comentários

Aahhh e de repente, meu bichinho que era assim…

2932556934_0cc3ae63b1_o2226378065_6820561676_o

Cresceu… e ficou assim…

DSC_0044-1DSC_0997-1

E nesses quase 7 anos, muita coisa aconteceu e muita coisa mudou… por fora, por dentro, nela, em mim, na família, no mundo, nas relações… e nada mais justo que as coisas irem mudando aqui no blog também!

Pretendo a partir de agora, trazer assuntos sobre a adolescência… talvez não só (na verdade, não só MESMO) relacionado a diabetes, já que nossos filhos são muito mais que isso, certo?! Mas adolescência de modo geralzão mesmo…. Fazendo a gente pensar no nosso papel de mãe e o papel do pai – muitas vezes ausente – na vida deles de agora em diante, que também precisa mudar, se adaptar, pra que essa tão temida fase passe, com seus altos e baixos, mas da melhor maneira possível. Ela passa. Ninguém fica adolescente pra sempre – se bem que…. bom… mas aí são outros 500 rs …

Já já eles crescem mais… saem de casa, vão lá viver a vida deles e a sensação que tem que ficar é que fizemos o nosso melhor, sempre! Só isso. Sem culpa nem nada do tipo.

Tô aberta a experiência de vocês… os pais que quiserem contar como foi essa fase com os filhos… os filhos que cresceram e querem contar como foi essa fase em relação aos pais… nesse momento tudo é muito válido! As experiências boas, as ruins, as que de repente parecem não terem sido nada demais. Tudo é experiência e tem seu valor! Nossas vivências serão sempre únicas justamente por sermos seres únicos,,, mas compartilhar esses momentos pode fazer a diferença pra muita gente… aquele que escreve… aquele que lê…

Intenção aqui não é assustar, nem alertar, nem sacrificar ninguem. Nâo é apontar o dedo e mostrar defeitos e novos caminhos. É apenas compartilhar. E todos são bem vindos a participar com suas histórias!

Beijo grande! E bora lá….

Anúncios

11 pensamentos sobre “Minha garotinha cresceu! E vem aí a tão temida adolescência!

  1. Adorei Nicole que vai abordar este tema! A minha filha tem 12 anos. Vai ser muito bom. Já estou passando por isso.

  2. boa noite eu tb tenho um filho de 6 anos hoje quando vi suas msn ele tinha 4 anos mas ater aqui o senhor tem nos ajundados . o mesmo Deus que cuidou da sua filha ater hoje vai continuar cuidando sempre dela é de vc pode crer que so o Deus do imposivel vai cuidar dos nossos filhos. tenha fé. obrigado por vc t colocado esse blog fica com DeusDate: Mon, 6 Jul 2015 15:45:06 +0000 To: adrianocomjesus@hotmail.com

  3. Excelente trabalho! Nicole, minha filha tem 11 anos e estamos passando por essa fase também.

  4. Parabens Nicole pelo trabalho que está realizando, tambem luto para divulgar o maximo possivel informações sobre diabetes e principalmente quebrar os mitos que precisamos ser dependentes de medicamentos quimicos, sou a favor de uso de procedimentos alternativos voltado a alimentação . Acredito que seja possivel controlar de forma natural.

  5. muito boa essa iniciativa Nicole de compartilhar experiencias e duvidas
    minha segunda filha foi diagnosticada ter diabetes em janeiro /15, ainda em adaptação, expectativas, dúvidas…. está com 10 anos, mudanças no corpo, entrando na adolescencia…..
    parabéns

  6. Parabéns Nicole pelo blog e por compartilhar tantas informações e experiencias de vida, muito lindo o seu trabalho, gostei do blog.

  7. Olá Nicole, sou a Isabella, conheci você no evento do Accu-Chek Connect! (Tive que colocar o face da minha mãe aqui, porque não tenho! =/)

    Sou paciente, usuária do SIC, e acredite, essa fase será importante para ela amadurecer – também em relação a Diabetes dela – em todas as situações. Descobri minha diabetes com 14 anos de idade – bem no começo da adolescência – e foi bem importante para eu criar responsabilidade em várias situações: bebidas, festas, alimentação, saber me expressar com os colegas e ensinar sintomas de hipo e hiperglicemia. Acredite, bons amigos se interessam – e muito! – sobre a situação, acham bem interessante aprender que diabetes não é ‘não poder comer doce’. E, é bem capaz que fiquem ‘cobrando’ a pontinha de dedo dela! rs! Hoje tenho quase 23, já namoro a bastante tempo e pretendo casar logo logo, o frio na barriga bate! Medo de algumas reações (imagina se me dá um piripaque de nervoso na minha festa de casamento?) mas mãe é mãe, e a minha disse pra eu não me preocupar! seguirei o conselho dela. Tudo dará certo! Aprendemos a tirar ‘de letra’, assim como você e a Vivi 🙂 Vamos nos adaptando as situações da vida, com aprendizado e bastante ‘jogo de cintura’! Grande beijo!

  8. Dr.Rocha.
    Quem sou eu.?
    Sou médico (CRM-CE 8561), autor, palestrante, pesquisador e apaixonado por saude sáudavel e nutrição. Tire sua duvidas sobre o DIABETES em nosso facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100009841543904

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s