Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Etiqueta de Diabetes para pessoas que NÃO têm diabetes!

10 Comentários

Texto original em inglês: http://bloodpressureanswered.com/diabetes-etiquette-for-people-who-dont-have-diabetes/

Tradução: Nicole Lagonegro
Revisão: Ana Beatriz Linardi

diabetes-do-dont2– Não dê conselhos sobre minha alimentação ou outros aspectos do diabetes sem eu ter te pedido: Sua intenção pode ser boa, mas dar conselho sobre os hábitos pessoais de alguém, especialmente quando não lhe foi solicitado, não é muito legal. Além disso, muitas das crenças populares sobre diabetes (como: Você deveria simplesmente parar de comer açúcar) estão desatualizadas ou completamente equivocadas.

– Entenda e se sensibilize de que cuidar do diabetes é trabalho duro! O controle do diabetes é um trabalho de tempo integral para  o qual eu não me candidatei, que eu não queria e que não posso largar.

– Não me conte histórias horrorosas sobre sua avó ou sobre outras pessoas com diabetes que você já ouviu: Essas histórias não são encorajadoras!

– ofereça-se para me ajudar a fazer escolhas de estilo de vida saudáveis: Não estar sozinho é uma das coisas mais importantes pra mim.

-Não fique horrorizado quando eu medir minha glicemia ou me aplicar injeções: Não é super divertido pra mim também. Verificar glicemias e fazer uso de medicamentos são coisas que eu tenho que fazer para ter saúde. Se eu tiver que me esconder quando precisar fazer isso, será muito mais difícil pra mim.

-Pergunte pra mim o que pode fazer para me ajudar: Se você quiser me dar apoio, existem várias coisinhas nas quais eu provavelmente adoraria que você me ajudasse. Entretanto, o que eu realmente preciso pode ser bem diferente do que você ACHA que eu preciso, então, por favor, pergunte antes.

– Evite conforto desnecessário. Quando você acabar de ficar sabendo sobre meu diabetes, pode ser que queira me confortar dizendo coisas como: “Ei, poderia ser pior; você poderia ter câncer!” .você não vai fazer com que eu me sinta melhor. E a mensagem implícita parece ser que diabetes não é lá uma grande coisa. Entretanto, diabetes (assim como câncer) É SIM uma grande coisa.

-Me apoie nos meus esforços com o autocuidado: Me ajude a estabelecer um ambiente de sucesso. Por favor, honre minha decisão de recusar uma oferta de comida, mesmo quando você realmente quiser que eu experimente algo. Você será mais útil se não bancar uma fonte desnecessária de tentação.

-Não!! Não espie ou comente minhas glicemias sem me perguntar antes: Esses números são pessoais a menos que eu escolha compartilha-los. É normal obter números às vezes muito altos ou muito baixos. Seus comentários  sobre eles podem acrescentar mais frustração, desapontamento e raiva que eu já sinto.

-Ofereça seu amor e encorajamento: Enquanto eu trabalho duro pra controlar meu diabetes, às vezes, simplesmente saber que você se importa pode ser muito mais útil e motivador.

 

Anúncios

10 pensamentos sobre “Etiqueta de Diabetes para pessoas que NÃO têm diabetes!

  1. Nicole Inspirador, tudo isso, impressionante, ou seja, outro Pais, outra cultura e os comportamentos “satlites” os mesmos.Obrigado e valeu por sempre estar nos apoiando e ajudando, estaremos em 5 de outubro na ADJ. Abraos

    Mrio Macedo.. SEGMEST-Segurana, Medicina e Sade do Trabalho Ltda – METel.: (12) 3892-3303 (12) 9108-8609/8176-7650- So Sebastio/SP e-mail: segmest@hotmail.comLAUDOS – PERICIAS – TREINAMENTOS – PPRA – PPR – PCA “Preveno, menos acidente mais Sade!”

    Date: Wed, 11 Sep 2013 19:15:13 +0000 To: segmest@hotmail.com

  2. ADOREI!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Faz em Janeiro nove anos que juntei a minha vida com uma pessoa diabética.
    Nos primeiros 15 dias tive de chamar os bombeiros por três vezes( Aqui são os bombeiros que prestam auxilio)devido ao fato de ter a minha companheira inconsciente, gelada e super molhada por todo o corpo.
    Sempre lidei com a doença sem drama, mas nessa altura assustei-me! Iria ser sempre assim? No entanto ela não se considera sequer doente. Faz atletismo, dá aulas de Ginástica, faz tudo com naturalidade, e ninguém tem a tentação de a consular. Ela não precisa de consolo., nem pede desculpa por ter nascido.
    Tudo é natural, desde a toma de insulina, até à medição de glicemia,ou às restrições da dieta.
    Não sei por que digo isto. Não quero ser moralista ou fanfarrão. só senti necessidade de partilhar, na expectativa de ajudar alguém a compreender.

    • Rui, meu marido já passou por isso algumas vezes.
      Sou diabética há 36 anos e com meu marido já há 16 anos.
      Quando acontecer novamente use suco de laranja concentrado (aqueles de caixinha), se ela não conseguir engolir utilize o produto GLUCAGEN (injeção de fácil aplicação que retira o paciente da crise de forma muito rápida).
      Tenho algumas histórias engraçadas de hipoglicemias no meu blog veja lá, diabetessemneuras@blogspot.com.
      Fico feliz de saber que existem diabéticas que vivem bem com a doença assim como eu.
      Um abraço.

  4. Opinião própria: Tudo besteira, aprenda sobre sua condição atual, atualize-se sempre, não tenha vergonha jamais de ser um diabético, sua condição não é temporária e muito menos motivo de vergonha, explique sempre a uma pessoa que não conhece a sua doença do quão é importante você sempre controlar seus níveis de glicemia para que ela possa lhe ajudar no caso de necessidade e de como ela pode agir caso necessário. Seja sempre uma pessoa feliz e orgulhosa de poder compreender sua condição atual e estar pronto para ensinar aquele que um dia possa passar pelo mesmo problema de ser um diabético.
    Sou diabético a 10 anos, vivo uma vida normal, como tudo o que desejo, claro que não abuso da minha condição, cuido de minha saúde muito mais do que anteriormente, aprendi que posso viver muito melhor com um conhecimento amplo de meus problemas. Sou usuário da bomba de insulina e agradeço a Deus por ter colocado pessoas importantes em minha vida, agradeço a minha família por viver uma vida normal sem ficar me criticando ou deixando de comer doces, bolos e outras coisas maravilhosas que contenham açúcar só porque sou um diabético.
    Ser diabético e viver normalmente como outro qualquer, claro que existem limitações, com certeza terá muitas, mas o mais importante é VIVER E BEM!

  5. Sou diabética desde os 16 anos, e tive meu filho com 27 anos de idade, como se não bastasse eu ter e viver com o diabetes, meu filho com fez 2 aninhos abriu o quadro de diabetes também. Mas com tudo isso sou grata as Deus, porque Ele tem nos sustentado, pois existe toda a medicação, o conhecimento para o controle, um marido e meus pais que são maravilhosos. Existem limitações mais com certeza podemos e devemos viver o melhor que pudermos.

  6. Simplesmente o melhor comentário sobre diabetes que eu já li em todos os blogs, cartilhas, debates, palestras e afins. Parabéns mesmo 😀

  7. Valeu essa e a pura verdade que passamos por causa da doença, o pior e ter isso em casa com a pessoa que vivemos a 18(dezoito)anos ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s