Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Dirigindo com diabetes…

14 Comentários

Ainda não é o nosso caso, porém, estava conversando com a Vivi sobre o assunto. Ela vive dizendo que está louca pra dirigir logo e ir pra onde quisesse, viajar, etc… aproveitei o gancho pra explicar que com diabetes, a pessoa precisa se programar bem antes de sair.

É como colocar gasolina no carro, checar pneus, óleo e essas coisas…. A pessoa deve levar seu kit e se programar pra imprevistos, tipo trânsito… estar preparada pra possíveis hipoglicemias… E aí eu lembrei de uma das funções da bomba e de como é bom não ter mais que ficar carregando comida pra tudo que é canto…

A bomba facilita demais a vida até nesse ponto. Você não precisa mais sair cheio de lanches… você pode usar e abusar da “Dose Basal Temporária” – que é aumentar ou diminuir a porcentagem da dose basal (tipo a lenta) por um tempo determinado. Ou seja, quando a Vittoria está dormindo e sua glicemia está 70, 80 e eu acredito que ela vá baixar, eu posso diminuir a basal pra 80%, 70% e não me preocupar em acordá-la pra dar um lanche, diminuo a basal e ela continua dormindo.

Assim, não precisa ficar ingerindo carboidratos sem estar com fome. Sem estar disposta pra comer.

É como se a gente pudesse mexer na ação da Lantus, Levemir ou NPH por algumas horas ou minutos.

Quando ela fica gripada, que a glicemia acaba aumentando mesmo, pelo processo infeccioso ou pelos remédios, podemos aumentar a basal em 10% ou 20%… caso comece a baixar, cancelamos e tudo volta ao normal.

Converse com seu médico e use essa alternativa! Ela é bastante útil em diversas situações!

Anúncios

14 pensamentos sobre “Dirigindo com diabetes…

  1. Pra mim, o maior atrativo da bomba é esse aí…de não precisar ficar ingerindo carboidrato sem estar com vontade…Uma vez a Roberta (lá do Japão) falou que estava com hipo e corrigiu comendo uma maçã…Achei um absurdo, mas isso foi possível por causa da bomba…Muito interessante mesmo…Coma bomba deve ser bem mais fácil conseguir emagrecer…rs…

    • Pois é, Dani!!! Deve ser mais fácil emagrecer sim. Eu percebo que a VIvi come bem menos. Antes, era lanche pra tudo, pra dormir, pra fazer esporte, pra esperar a refeição seguinte… agora a gente vai mexendo na dose basal e vai controlando sem ter que comer! Jà pensou em fazer um teste drive?

  2. Nossa gostaria muito de que minha filha usasse a bomba,mas infelizmente não tenho condições de mantê-la mensalmente,é muito caro ainda…Comprar talvez até seria fácil,a gente aperta daqui,vende uma coisa alí e paga,o problema é a manutenção cara!A Marcela tbm tem só 4 anos acho que tbm ela é um pouco nova pra colocar um aparelho tão caro!mas eu gostaria muito de um dia colocar,com certeza.Vc sabe alguma maneira de conseguir ela de graça,Nicole?Abraço.

    • Natáaaalia… essa informação que vc tem é antiga!!!
      Não tem idade pra colocar bomba. Quanto mais cedo, melhor. A bomba é muito indicada pra crianças pequenas justamente por fracionar a dose de insulina em quantidade que caneta nenhuma no mundo é capaz!!! Imagina que legal sua filha recebendo 0,2 ou 0,7 de insulina!!!! Evitando hipoglicemia por a gente arredondar as quantidades?!

      Nós recebemos tudo do governo, tanto a bomba quanto os insumos mensais. Não temos gasto algum!

      Converse com seu médico. FIquei sabendo de um bebê de 7 meses que já começou usando a bomba….

  3. Nossa Nicole agora vc me animou vou conversar com o médico ,não sei se aqui em Minas Gerais funciona como aí em SP,mas se tudo for mantido pelo governo vou colocar sim!Mas acho que aqui em Minas é diferente,pois tem um limite de 2 caixas de tiras por diabetico e a Marcela gasta 4,portanto temos que comprar,fornece só a NPH para usar em seringas descartáveis,e a Marcela usa caneta LIlly e Levemir,eles não dão.Não fornecem a insulina de ação ultra-rápida,no caso dela é a Humalog!Não fornecem lancetas…vc teve que entrar na justiça?ou algo assim?quais são os parametros para obter uma???me ajuda?to empolgada com isso!abraço querida!!!

  4. obrigada Nicole!tbm consegui conversar com Cláudio da Medtronic representante da região de BH.

    • Natália, procure uma opinião/informação imparcial também… como nas associações.
      A CArol Freitas, que te passei o contato, fez teste drive com as duas bombas disponíveis no Brasil… ela pode também te falar sobre as diferenças entre as bombas com IMPARCIALIDADE….. pois não trabalha pra nenhuma das empresas! ok?

      Beijos, boa sorte e vai me contando!

  5. valeu mesmo,tomara que de tudo certo!torça pela gente!

  6. Nicole a Carol não respondeu meu e-mail até agora!!me ajuda aí….bj

  7. Nicole já estou trocando e-mail com a Ana,ela é muito carinhosa comigo,adorei conhecê-la,obrigada pelo contato!Ela tem me orientado em algumas coisas.Se Deus quiser tudo vai dar certo!Valeu mesmo!Bom final de semana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s