Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Blogagem Coletiva: Diabetes e as pequenas coisas.

19 Comentários

Muita gente acha que cuidar de uma criança com diabetes é apenas medir glicemia e aplicar insulina. Posso te garantir, meu amigo que essa é a parte mais fácil.

Coisas que pra você, que não convive com ele (diabetes), passa despercebido:

1. Seu filho ir e voltar pra escola de perua. Ok. Simples. Pagamos a mensalidade e lá vão eles. Nem tão simples pra quem tem horários pra comer. Os intervalos entre as refeições são muito importantes. Se minha filha voltasse de perua, seria assim: aproximadamente 9h ela toma lanche na escola e as aulas terminam às 11h50, que bom se ela fosse a primeira a ser “entregue”, mas e se fosse a última? Teria que haver mais uma medição e talvez comer algo pra conseguir chegar em casa sem hipo. Ok. Tem solução. Sempre tem. Mas é algo a mais que temos que pensar.

2. Passeios na escola. Mesma coisa. Horários diferentes, atividades diferentes. Temos que pensar em todas as possíveis hipos e hipers e mandar tudo que é necessário pra resolver essas duas situações. Sempre tem um lanche a mais, sempre tem um celular tocando. Ok. Tem solução, sempre tem. Mas é algo a mais que temos que pensar.

3. Passar o dia na casa de uma amiga. Sair com os avós, tios, amigos. Meeesma coisa. Se você vai junto, ótimo. Se você não vai, precisa se certificar de que quem está com ela terá como resolver qualquer intercorrência. Ok. Tem solução. Sempre tem. É só se organizar direitinho. Mas é sempre algo a mais pra se pensar.

4. Não existe não comer. Se na hora da refeição não está com fome, tem que comer. Tem solução? Tem! Sempre tem. Acabamos oferecendo algo que a criança goste, correndo o risco de estar criando uma situação de estresse mais pra frente, mas a gente resolve.

Essas são apenas algumas. Tenho muitas, MAS MUITAS outras coisinhas e situações (zinhas) que pra muitos passa batido mas que pra gente (pais de crianças com diabetes) não pode passar.

Eu tenho saudade de poder dizer:
– “Não tá com fome, não come, a próxima refeição é às 15h”.

Saudade de poder ir pra qualquer canto com elas sem ter que preparar uma mala cheia de apetrechos de diabetes e lanches.

Saudade de não ter que medir glicemia antes de todas as refeições e ocasiões diferentes e reações estranhas.

Saudade de poder dar uma bronca tendo certeza de que aquilo é manha e não hipo.

Saudade de deixá-la brincar na casa das colegas sem ter que ficar atenta ao horário, aos carboidratos, às correções.

Saudade de não ter que mandar lanche diferenciado nos passeios e lanches extra com a quantidade de carboidratos escrita numa fita crepe junto ao lanche e uma carta com o procedimento a ser seguido pela professora.

Saudade de poder dormir até tarde. Até pra acordar mais tarde precisa de programação. Realmente não dá pra ficar muitas horas sem comer. Precisa se programar.

 Saudade de sair sozinha e não ficar pensando: como ela tá? será que tá dormindo? será que vai ter hipo?

Eu tenho saudade de um monte de coisas insignificantes que a maioria das pessoas nem lembra que existe.

Mas eu não sofro por causa dessa saudade. Eu simplesmente nem penso mais que tenho a opção de não ter isso na minha rotina. Eu vivo. E é assim minha vida. E elas vão crescer. E já já tudo isso realmente não vai existir mais.

São detalhes. Detalhes que o diagnóstico de diabetes traz pra vida da família. Detalhes que milhares de familias estão passando e outras tantas passarão.

ATÉ QUANDO ????

Anúncios

19 pensamentos sobre “Blogagem Coletiva: Diabetes e as pequenas coisas.

  1. Nossa quanta saudades de todas essas coisas que você citou e que para nós até quando não tinhamos filhos com diabetes era tão insignificantes…. Encho os olhos de lágrimas quando lembro quando levávamos a vida a toa antes da Maria Eduarda ter diabetes….quanta saudade…

    • Da saudade mesmo. E quando estou sozinha com a minha Duda, que nao tem diabetes, me sinto esquisita. Nao consigo aproveitar. Parece que estou sempre esquecendo de alguma coisa.

  2. Saudade de deixar a Irma comer de tudo sem se esconder.
    Saudade de não ter que fazer A1c há cada 3 meses.
    Saudade de uma noite de sono tranqüila.
    Saudade de ser mae, só mae … Sem ter que ser pâncreas junto no pacote!

    • Saudade de ser so mae! Acho q essa eh a maior de todas mesmo…

    • eu ti entendo mamaes ten ho um neto de 6anos diabetico tipo1.como doi chegar de manhà na casa dele encontrar a mãe dele com caneta na mão tentando acordar o filho.so DEUS sabe como sofro e não posso fazer nada. piedade de nós senhor piedade!

  3. Linda postagem!
    Acho que estamos em sintonia hoje….. Minha postagem era sobre o “ser cuidador” de uma criança com diabetes!!!!! Hahahahahahahahaha…..
    Beijos!!!!!!!!

  4. É Nicole…vocês mães (e pais) de crianças diabéticas são mesmo muito fortes para lidar com todas essas situações. Mas são situações inevitáveis…mas não para sempre…Um dia essas crianças vão crescer, se tornar adultos e agradecer para sempre o cuidado que vocês tiveram com elas…com toda certeza! Bj!

  5. Vcs são guerreiras.Um exemplo de força a ser seguido! E ainda arrumam tempo pra ajudar os outros.PArabéns

  6. Sabe Nicole, lendo sua postagem, apesar do pouco tempo de João com diabetes, já sinto essas saudades, se bem que não sei o que é dormir uma noite inteira faz um bom tempo. O João começou a dormir uma noite inteira com quase 5 anos, logo depois fique grávida do Julio, hj com 1 ano e dois meses, tb acorda a noite inteira, acho q pq sempre trabalhei fora e fico muito tempo longe deles, eles “compensam” a noite…
    Não sei onde encontramos forças,, com certeza é Deus agindo através de nós…
    Super beijo

  7. Nicole vc descreveu tudo que eu sinto e tbm tenho saudade,mas somos mães guerreiras,pra superar tudo e com muita FÉ vamos em frete…..

  8. Nossa Nicole, vc é das poucas pessoas que sabem lidar com o genio humano e ainda sabe usar da habilidade para escrever! Vc nao me surpreendeu neste comentario apenas, mas em todos que faz! Achei demais tudo que escreveu aqui…. Certa de que vai acabar, vamos tocar tudo junto, se é que é possivel nao suspender a propria vida em funçao disso tudo…. Parabéns

  9. Isso é verdade!
    Nossa me emocionei com essas “saudades” …
    E mesmo minha filha crescendo acho que nunca pararei de me preocupar..Creio que será uma preocupação eterna,sem descanso por mais que não seja necessário mas aí que ficaremos mais atentas a algum detalhe ,esquecimento da parte deles.
    Enfim,força sempre mamães e Nicole. Parabéns pelo lindo trabalho.

  10. Posso dizer que sou feliz mesmo com essas saudades … o sorriso da minha pequena Lívia paga por tudo.

  11. Realmente é de encher os olhos de lagrimas… Eu também sinto saudades de tudo isso há 6 anos, hoje meu filho já tem 11 anos, desde que descobrimos, sinto que durmo com um olho aberto e outro fechado, e penso no meu filho o dia inteiro, mas aprendemos a conviver com isso e não faço drama e não deixo que ninguém faça, meu filho é e será sempre muito feliz…

  12. Sou mãe da Maria Fernanda, com diagnóstico em 30 de abril de 2011, acredito que nossos esforços em dar qualidade de vida aos nossos filhos diabéticos é inerente no papel de mãe. Todas essas saudade, também as sinto, mas o que me dói é quando a minha doce Fernanda diz que não quer mais ser diabética, e eu não tenho como reverter a situação.
    A luta é imensurável e cruel. Busco a cada dia, forças para não lembrar do olhar de minha filha quando convulsionava. Mas vale muito lutar, estar ao lado e ser presente sempre quando se faz necessário. Amo
    ser mãe, onde a reconpensa é a felicidade de nossos filhos.

  13. Estou tentando comprar Glocagon e não estou achando.Se alguém sabe informar onde posso obtê-lo, agradeço.

  14. Vivo como vc acabou de citar.As vezes me pego chorando porque meu filho quer uma coisa ou outra que ele não pode.Porém tento encontrar forças e maneiras de sua vida ser menos sofrida.

  15. Vcs são benção e Deus há de compensar esse trabalho , tudo que semear isso tb ceifara . Mantenha seus filhos saudáveis , eu creio que o Senhor dará um jeito para os homens acabarem com isso ,mas vale lembrar que cada dia que vcs sentem saudades , seus filhos guardaram em suas memórias , o carinho e o amor, que vcs demostram a eles fique em paz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s