Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Esclarecimento do Ministério da Saúde sobre o “Saúde não tem preço” e “Farmácia Popular”

1 comentário

Em resposta a esse meu post, eles disseram o seguinte (aproveite e leia no site da SBD esse artigo “A Farmácia Popular e o “Tem, mas acabou”)

 

“A informação de que a insulina foi retirada da lista de remédios gratuitos para diabetes é equivocada. O medicamento está disponível em todas as farmácias da rede privada credenciadas ao Aqui Tem Farmácia Popular.

Cada estabelecimento privado credenciado ao programa tem autonomia para administrar seu próprio estoque de medicamentos, conforme a demanda e as negociações de preço que conseguirem realizar com seus distribuidores (laboratórios).

Se algum dos credenciados tem informado isto aos consumidores, por favor, comunique ao Ministério da Saúde, por meio do Disque-saúde: 0800-61-1997, ou pelo e-mail: analise.fpopular@saude.gov.br. O Ministério da Saúde está à disposição dos usuários e gestores de farmácia que enfrentarem dificuldades, seja no acesso aos medicamentos ou para sanar dúvidas referentes aos sistemas dos estabelecimentos.

Lembramos que antes a insulina era distribuída apenas nas Unidades Básicas de Saúde. Com o programa Saúde Não Tem Preço, a rede foi ampliada. Hoje, os medicamentos podem ser retirados gratuitamente em um dos mais de 15 mil estabelecimentos, em 2.583 Municípios credenciados ao Aqui Tem Farmácia Popular, em todo o País.

Os usuários que porventura não conseguirem ter acesso aos medicamentos de forma gratuita ou momentaneamente não encontrarem algum item da lista em algum estabelecimento específico não serão prejudicados. Haverá monitoramento permanente. Para saber as alternativas mais próximas, basta ligar para o Disque-Saúde no 0800-61-1997 ou acessar o linkhttp://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=30296

Ressaltamos ainda que todas as associações nacionais da indústria farmacêutica e as associações representativas das farmácias e drogarias credenciadas no programa Farmácia Popular se comprometeram com o Governo Federal, por meio de termo de acordo assinado em 3 de fevereiro, a viabilizar gratuitamente onze medicamentos para hipertensão e diabetes, a partir do dia 14 de fevereiro de 2011. A data foi estabelecida na portaria nº 184/11.

Assinaram este termo de acordo, publicado no Diário Oficial da União, no dia 8 de fevereiro, a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), a Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais (ALANAC), a Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró-Genéricos), a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), a Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico (Abcfarma), a Federação Brasileira das Redes Associativas de Farmácias (Febrafar) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Anúncios

Um pensamento sobre “Esclarecimento do Ministério da Saúde sobre o “Saúde não tem preço” e “Farmácia Popular”

  1. Obrigada pela tua disponibilidade para me comprar as balas. Vou tentar encontrar aqui e depois digo alguma coisa. Muito obrigada, bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s