Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Programa Saúde Não Tem Preço

31 Comentários

Recebi um comentário no post anterior do Ministério da Saúde pedindo pra que eu fosse parceira deles com meu blog ao divulgar mais informação sobre o programa Saúde Não Tem Preço.

Confesso que achei a abordagem muito interessante, e não fosse a bagunça que é esse programa, eu certamente usaria meu blog pra divulgar o programa.

Como eu estou mais do lado dos diabéticos do que do governo, e aproveitando que alguém do Ministério da Saúde deve estar lendo isso aqui, eu não divulgarei nada sobre o programa enquanto eu não souber de alguém que realmente tenha sido beneficiado.

Participo de grupos de discussão sobre diabetes por emails e redes sociais e o que tem sido exposto sobre o programa não é nada bom. A maioria das pessoas não tem conseguido obter suas insulinas nas farmácias. São informadas de que esses medicamentos foram retirados da lista. O que não é verdade. Não culpo a farmácia, mas legal seria também divulgar aqui o lado do farmacêutico e do paciente que enfrenta horas de fila e não consegue o que precisa.

Gostaria de que vocês leitores, que precisam desses medicamentos fornecidos pelo governo, deixassem aqui a opinião e experiência de vocês com esse ‘novo’ programa. “Novo” , porque no posto de saúde do SUS, aqui em SP, todos os medicamentos da lista já eram fornecidos gratuitamente.

O espaço é de vocês. Quem sabe assim o Ministério da Saúde não tem uma ideia mais prática do que realmente anda acontecendo por aí.

Ah, a Joana escreveu no blog dela a experiência com esse novo programa, vejam aqui!

E eu nem vou entrar na questão do tipo da insulina que está sendo fornecida pros diabéticos, porque aí são outros quinhentos, né.

—————————-

Posição de uma farmaceutica! Email enviado para o grupo do Yahoo RNPD – Rede Nacional de Pessoas com Diabetes

Me chamo Mônica e sou proprietária da Doce Vida, uma farmácia especializada em diabetes, situada em Blumenau – SC. Temos aqui o credenciamento do Programa “Aqui tem Farmácia Popular” e tivemos que aceitar “goela abaixo” esta situação, onde devemos entregar os medicamentos da lista de diabetes e hipertensão gartuitamente, e não podemos receber nunhum valor a mais por isto.
Abaixo segue uma tabela com os valores das insulinas NPH e Regular, que fazem parte desta lista:

Todos os valores acima são determinados pelo governo federal, não podemos esquecer que todos os medicamentos no Brasil são tabelados pelo governo.
Com esta nova situação, estamos negociando com nossos fornecedores individualmente, para podermos conseguir preços onde possamos atender aos usúarios do programa seguindo as novas regras impostas pelo Governo Federal.
Já consegui fechar negociações para distribuição de insunorm NPH e Regular na apresentação de frasco de 10ml. Com relação aos refis das Insulinas Humulin N e Humulin R Refil para caneta, consegui descontos para manter os mesmos valores que os usúarios pagavam antes das mudanças impostas.
Lembro, ainda que os valores acima são calculados para as vendas no estado de SC, onde o ICMS é de 17%.
Encontro-me à disposilção de todos deste grupo para quaisquer esclarecimentos.
Atenciosamente,
Mônica Amaral Lenzi
Farmacêutica – Educadora em Diabetes
Farmácia Doce Vida Ltda
(47)3340 8502
MSN: monica@farmaciadocevida.com.br
Skype: monicalenzi

 

 

 

Anúncios

31 pensamentos sobre “Programa Saúde Não Tem Preço

  1. “LEI Nº 11.347, DE 27 DE SETEMBRO DE 2006.
    Art. 1o Os portadores de diabetes receberão, gratuitamente, do Sistema Único de Saúde – SUS, os medicamentos necessários para o tratamento de sua condição e os materiais necessários à sua aplicação e à monitoração da glicemia capilar. ”

    “PORTARIA Nº 2.583 DE 10 DE OUTUBRO DE 2007.
    Art. 1º Definir o elenco de medicamentos e insumos que devem ser disponibilizados na rede do Sistema Único de Saúde, destinados ao monitoramento da glicemia capilar dos portadores de diabetes mellitus, nos termos da Lei Federal nº 11.347, de 2006.

    I – MEDICAMENTOS:
    a) glibenclamida 5 mg comprimido;
    b) cloridrato de metformina 500 mg e 850 mg comprimido;
    c) glicazida 80 mg comprimido;
    d) insulina humana NPH – suspensão injetável 100 UI/mL; e
    e) insulina humana regular – suspensão injetável 100 UI/mL.

    II – INSUMOS:
    a) seringas com agulha acoplada para aplicação de insulina;
    b) tiras reagentes de medida de glicemia capilar; e
    c) lancetas para punção digital.

    Art. 2º Os insumos do inciso II do artigo 1º devem ser disponibilizados aos usuários do SUS, portadores de diabetes mellitus insulino-dependentes e que estejam cadastrados no cartão SUS e/ou no Programa de Hipertensão e Diabetes – Hiperdia.
    § 1º As tiras reagentes de medida de glicemia capilar serão fornecidas mediante a disponibilidade de aparelhos medidores (glicosímetros).
    § 2º A prescrição para o automonitoramento será feita a critério da Equipe de Saúde responsável pelo acompanhamento do usuário portador de diabetes mellitus, observadas as normas estabelecidas no Anexo a esta Portaria.”
    Art. 3º
    II – as ações programáticas abordarão componentes do cuidado clínico, incluindo a promoção da saúde, o gerenciamento do cuidado e as ATUALIZAÇÕES técnicas relativas a diabetes mellitus;”

    onde está a novidade desse NOVO PROGRAMA?
    Eles deviam divulgar que o HIPERDIA não funciona como deveria, que eles não tem noção de como está a saude dos diabeticos do Brasil que os clinicos gerais que estão cuidando dos diabeticos nas maioria dos portos de saude do Rio de Janeiro, que os tipo 2 em grande maioria não fazem monitoração capilar por que segundo os medicos do SUS não são insulinos dependentes, a maioria não tem noção do que é Hemoglobina Glicada.

    Meu filho não obteve controle com a NPH, foi-lhe receitado a Lantus e Novo Rapid, tenho descontos concedidos pelos laboratorios, também tenho um processo judicial para garantir o fornecimento que não é obedecido como deveria.
    Entregamos a receita e recebemos dois meses depois as insulinas suficientes para 4 meses, dois meses depois de receber devemos entregar uma nova receita atualizada e assim segue o processo, recebi insulinas em Dezembro de 2009 e depois em Setembro de 2010 as receitas foram entregues nas datas previstas, entreguei a ultima em Novembro deveria receber as insulinas em Janeiro, até hoje nada e os telefones simplesmente não funcionam, eu posso comprar, mas quem não pode faz o que?
    Nem na lista de desconto da Farmacia popular essas insulinas constam, cadê o tratamento referencia para o tipo 1? SABE-SE QUE CONTROLAR A GLICEMIA DE UMA CRIANÇA É MUITO MAIS DIFICIL E EXIGE UM MONITORAMENTO CAPILAR MAIOR, porque não deixar a criterio medico a distribuição de fitas de acordo com a indicação?
    Eu simplesmente não entendo, eu gostaria de entender…
    Se existe a Lei, porque apenas não cumpri-la como deveria? A lei existe e pelo menos por mim, jamais será esquecida.
    QUE SE FAÇA NO SUS UMA ATUALIZAÇÃO TECNICA RELATIVA A DIABETES MELLITUS TIPO1 E TIPO 2.

  2. Nicole,
    Todos os valores demonstrados nesta tabela são divulgados na internet, pois são dados públicos, basta juntá-los e fazer as devidas contas para verificar que fica impossível entregarmos os medicamentos do programa gratuitamente, como foi amplamente divulgado na mídia.
    Resta a nós proprietários de farmácias, conseguir comprá-los a um preço que conseguimos entregar ao usuário do programa gratuitamente sem onerar os nossos custos.

  3. Nossa, Nicole

    Nem sabia que a situação estava assim tão ruim, mas desconfiava que boa coisa não ia dar.
    Também me perguntei qual era a novidade, mas pensei que em alguns lugares era diferente daqui de São Paulo.
    Eu uso a NPH, só. Mas acreditava que conseguiria pegar fácil caso em alguma necessidade não conseguisse no posto.
    Anunciaram tanto, fizeram tanto alarde na internet para coisa nenhuma.
    Vou divulgar o seu post no meu blog também e falar com amigos jornalistas meus, quem sabe não levantamos ainda mais a bandeira do problema do tratamento da diabetes no Brasil…

    Bjinhus

    • No começo é tudo meio bagunçado, né.
      Não tem nem um mês ainda… eu espero muito que tudo se resolva e que esse Programa venha mesmo a beneficiar quem precisa…
      Pode publicar sim e fale com seus amigos, vamos ver como andam as coisas em outros lugares.

  4. Também recebido o tal comentário e fiquei com um pé atrás. Achei que era email de phishing até, mas trata-se realmente de um programa do governo.
    Bom depois de ler esse post fiquei aí sim com a pulga atrás da orelha.
    Idéia interessante proposta nesta postagem: vamos aguardar as manifestações do governo sobre os problemas apontados aqui para aí sim nos engajarmos na divulgação desse ‘novo’ programa…

  5. Xii, a idade tá me pegando… Esqueci outra coisa, postei uma matéria interessante sobre recentes descobertas envolvendo a cura da diabetes e do câncer:
    http://daniel-eloi.blogspot.com/2011/02/cura-do-cancer-anoes-podem-ser-chave.html

  6. Exatamente…
    Adiciona meu blog no seu blogroll e eu coloco um link prá cá lá no meu
    http://www.rstri.com.br

  7. Não to dizendo que a memória anda falhando….
    Tenho 46…
    Mas acho que os lapsos memória se devem mais ao stress….

  8. Pronto até já coloquei seu link lá…. Depois dá uma olhada
    http://daniel-eloi.blogspot.com ou http://www.rstri.com

  9. Esse programa é uma VERGONHA, deveria se chamar ENGANA TROUXA, isso sim, cadê as insulinas que mais caras LANTUS e etc, as mais caras e que realmente realizam um controle melhor o governo não dá. Sem falar que temos que brigar na JUSTIÇA para conseguirmos adquirir os insumos necessários para um bom tratamento. Isso por que existe essa LEI postada pela sarah rubia que todos nós pais de diabéticos e diabéticos já decoramos,mas o governo se faz de CEGO.

  10. Nicole e Luana,

    A informação de que a insulina foi retirada da lista de remédios gratuitos para diabetes é equivocada. O medicamento está disponível em todas as farmácias da rede privada credenciadas ao Aqui Tem Farmácia Popular.

    Cada estabelecimento privado credenciado ao programa tem autonomia para administrar seu próprio estoque de medicamentos, conforme a demanda e as negociações de preço que conseguirem realizar com seus distribuidores (laboratórios).

    Se algum dos credenciados tem informado isto aos consumidores, por favor, comunique ao Ministério da Saúde, por meio do Disque-saúde: 0800-61-1997, ou pelo e-mail: analise.fpopular@saude.gov.br. O Ministério da Saúde está à disposição dos usuários e gestores de farmácia que enfrentarem dificuldades, seja no acesso aos medicamentos ou para sanar dúvidas referentes aos sistemas dos estabelecimentos.

    Lembramos que antes a insulina era distribuída apenas nas Unidades Básicas de Saúde. Com o programa Saúde Não Tem Preço, a rede foi ampliada. Hoje, os medicamentos podem ser retirados gratuitamente em um dos mais de 15 mil estabelecimentos, em 2.583 Municípios credenciados ao Aqui Tem Farmácia Popular, em todo o País.

    Os usuários que porventura não conseguirem ter acesso aos medicamentos de forma gratuita ou momentaneamente não encontrarem algum item da lista em algum estabelecimento específico não serão prejudicados. Haverá monitoramento permanente. Para saber as alternativas mais próximas, basta ligar para o Disque-Saúde no 0800-61-1997 ou acessar o link http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=30296

    Ressaltamos ainda que todas as associações nacionais da indústria farmacêutica e as associações representativas das farmácias e drogarias credenciadas no programa Farmácia Popular se comprometeram com o Governo Federal, por meio de termo de acordo assinado em 3 de fevereiro, a viabilizar gratuitamente onze medicamentos para hipertensão e diabetes, a partir do dia 14 de fevereiro de 2011. A data foi estabelecida na portaria nº 184/11.

    Assinaram este termo de acordo, publicado no Diário Oficial da União, no dia 8 de fevereiro, a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), a Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais (ALANAC), a Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró-Genéricos), a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), a Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico (Abcfarma), a Federação Brasileira das Redes Associativas de Farmácias (Febrafar) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

    • Boa tarde! Eu uso as insulinas Novorapid e Levemir ( a Lantus também funciona para mim). Essas insulinas não fazem parte da lista da Farmácia Popular? Se não, por quê? O que fazemos nós, diabéticos, que não reagimos bem ao uso das outras insulinas? Por acaso o governo acha que qualquer insulina serve? Nós que usamos outro tipo de insulina temos direito à saúde também (como consta na lei: “é direito de todos”)!!!
      Tenho que pegar fila desde madrugada simplesmente para marcar um dia (que normalmente é em torno de 3 meses depois) para uma consulta à qual também tenho que estar lá desde a madrugada. E para quê? Para pegar uma RECEITA para insulina!!! E depois ir a outro lugar e esperar horas numa fila para conseguí-las!!! Por tudo isso eu não precisaria passar se essas insulinas estivessem na tal lista. Eu simplesmente iria a um médico particular (que por coincidência é a mesma que me atende também pelo SUS) sem transtornos e sem demora e buscar essas insulinas em uma “farmácia popular”! MUDEM A LISTA!!!

  11. Olá Nicole!
    tenho 40 anos e 35 de diabetes,então estou bem “rodada” nesse assunto!!!
    Semana passada eu estive na Farmácia Popular da Praça XV,centro do RJ. É uma farmácia grande que atende muita gente diariamente,vi filas,espera e gente idosa e humilde sendo mau atendida…o senhor q estava na minha frente já divia ser idoso qdo eu nasci há quarenta anos atrás…pois bem,o funcionário foi grosseiro com ele e eu tive q intervir dizendo para o funcionário ter calma,pois,ele estava ali para servir e atender bem…comigo o mesmo funcionário foi mal humorado,pudera né(?) e mandou q eu falasse com a farmacêutica responsável,está muito gentil e cordata explicou que ELES NÃO TRABALHAM COM INSULINA!!!!! Francamente, se uma farmácia popular daquele tamanho naum trabalha com insulina…o q pensar??? Voltei p zona sul e nada…ninguém queria fornecer a insulina pela farmácia popular,alegavam não estar na lista!!!! Fui à Niterói e percorri 4 farmácias no centro, a alegação variava e nada de insulina! Enfim,no sábado consegui em uma farmácia perto da minha casa onde eu já havia estado…eles alegaram q antes o “sistema” não estava adaptado!!! Seria.no mínimo,cômico se não fosse trágico!!!

  12. Pessoal, eu escrevo do Rio de janeiro, eu consegui as insulinas Humulin NPH e R gratuitamente na Farmácia Venâncio da Nossa Senhora de Copacabana, fui muito bem atendido, infelizmente não perguntei o nome do rapaz que me atendeu.=( Chequei com ele se por acaso a Lantus e a Apidra estariam no programa, não estão infelizmente, estou usando os carpules em duas canetas BD bastante antigas, demorei muito para me entender com elas, minha glicose esteve muito alta, só hoje 10/3 a tarde é que consegui baixar a glicose, estava tentando desde segunda 7/3 chegue a mais de 600mg/dl, foi punk! Comprei dois carpules um da Apidra na Venâncio por R$19,00 e um da Lantus na Farmácia do Leme, entrei em contato com a Sanofi-Aventis e eles estão me mandando as canetas Autopen 24, exigiram as receitas dos meus médicos para enviar. Eu tive que percorrer várias farmácias para conseguir, as insulinas de forma gratuita, a Pacheco não tem os carpules cadastrados, a Drogasmil não trabalhava com esse material, a Farmácia do Leme estava com o sistema ruim desde quinta-feira, dia 3/3, finalmente quando já estava desistindo e resolvido retirar frascos de 10ml, tentei a Venâncio e consegui!=)
    Alguém já conseguiu retirar fitas? Alguém sabe como será a retirada das agulhas? Pois carpules sem agulhas não adiantam muito! Alguém tem notícias das fitas, eu tenho 1 Contour, 1 Contour USB e 1 Optium, as fitas do Optium são as mais baratas, será que sernao essas a serem distribuidas? Bem se alguém tiver alguma resposta das coisas que perguntei por favor poste aqui e me envie um e-mail gustavobenevidessantos@hotmail.com, meus telefones são 21-22950025/88942295, se alguém quiser mais informações é só ligar ou escrever!
    Agradeço desde já,

    Gustavo.

  13. ah, a Lantus custou R$89,00…

  14. Falei hoje 10/3 com a Marcia Camargo da BD-Bom Dia ela me deu duas notícias muito legais, principalmente para as crianças, o jornalzinho Bom Dia vai voltar a ser impresso, e a BD vai lançar uma nova agulha, segundo pesquisas desde que ultrapasse a pele mesmo em gordinhos(mesmo obesos) a agulha pode ser curta, eles lançarão uma agulha com 4mm, o que torna a aplicação muito menos dolorida, são notícias muito boas, não?

    Abraços a todos,

    Gustavo.

  15. BOA NOITE!
    SOU DE PORTO ALEGRE/RS MEU FILHO TEM 9 ANOS E É DIABETICO A 3 ANOS, BOM HOJE 30/03 FUI PEGAR AS INSULINAS DE REFIL HUMULIN QUE DIZ SER GRATUITA, MAS PARA MINHA SURPRESA ME INFORMARM QUE FOI TIRADA DA LISTA E OUTRAS QUE A FARMÁCIA TEM O DIREITO DE ESCOLHER SE TRABALHA COM ELA OU NÃO, TENDO ELA UM CUSTO CARO MUITAS OPTARAM POR NÃO TRABALHAREM COM ELA…ACHEI UM ABSURDO MAS COMO TUDO NO BRASIL NÃO FUNCIONA COMO É PRA SER …
    ESTOU TENTANDO OUTROS MEIOS DE SABER SE REALMENTE ISSO PODE ACONTECER.
    SEM MAIS… CRISTIANE

  16. Boa noite,

    Mês passado fui até o farmácia onde sempre pego as insulinas do meu pai no programa saúde não tem preço, quando a atendente tentou pegar a autorização de compra apareceu que o CPF do meu pai estava irregular!! Agora eu pergunto: o que uma coisa tem a ver com a outra? Quando é para fazer a sua obrigação o estado tem um sistema de controle tão interligado com os outros sistemas que a gente chega a duvidar da boa fé de quem pensou nisso. Agora quando é para você reaver o que é seu por direito é uma burocracia tão absurda!
    Enfim, ele está sem seu medicamento desde esse dia pq a receita que tenho é de um médico particular (pq o público vc esquece neh… o paciente tah em coma diabético e eles não atendem) e não consigo obter esse medicamento de forma nenhuma…
    Se alguem puder me dar qualquer orientação agradeço, estou entrando nessa batalha agora.

  17. Olá Nicole,

    É a insulina NPH para seringa… ele usa 110 unidades por dia… geralmente o sistema liberava 3 frascos de 10ml. Mas além desse ele utiliza mais dois para a pressão. Mas esses eu nem estou preocupada pq são baratinhos… o que me preocupa mais são as insulinas (humulin e humalog – que pago perto de R$ 90,00) e o galvus (que com desconto de 50% do laboratório pago perto R$ 90,00).

    Bjus

  18. sou diabetica ha 3 anos,faz 45 dias que nao consigo insulina no posto de saude do meu bairro ,precisei buscar em outra cidade.ontem mais uma vez fui pegar insulina e tinha acabado sem data pra chegar e ai a situaçao ficou bem complicada,uso insulina nph.

  19. Mônica (Araruama/RJ)

    É lamentável que em nosso País as Leis sejam criadas para serem descumpridas, e mais lamentáveis ainda é que começa pelo próprio Governo. Descobri no dia 31/01/2013 que minha filha de 10 anos esta com diabetes tipo 1 e não consegui até agora o medidor de glicemia e as tiras, parte do tratamento que mais cara. Fico muito triste e com pensamentos muito negativos quanto ao crescimento do nosso País, pois se tratam nossas crianças com tanto descaso, que futura podemos esperar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s