Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Querida Professora…

7 Comentários

Só uma mãe de uma criança com “necessidades especiais” de atenção sabe o que é conseguir deixar seu filho na escola e voltar às suas atividades tranquilamente sabendo que ele está em boas mãos.

Só esse ano eu pude experimentar o que é confiar numa pessoa e deixar minha filha durante 4 horas aos cuidados de alguém e ficar TRANQUILA.

Gostei muito de todas as vezes que você me ligou para tirar suas dúvidas.

Gostei de todas as vezes que tomou iniciativa e depois apenas me comunicou.

Gostei de saber que hoje você consegue bater o olho na Vittoria e saber como ela está.

Obrigada por ter aceitado o desafio e se dedicado.

Obrigada por ter ficado apreensiva nos dias de passeio e mostrado sua aflição!

Obrigada por se preocupar e ligar quando ela já está em casa pra saber se está bem depois de um número muito alto!

Obrigada por me deixar pelo menos 4 horas, 5 vezes por semana, sem carregar esse fardo, nem pensar em diabetes e fazendo tão bem seu trabalho.

Obrigada por ter feito parte de um ano tão importante na vida da Vivi que foi finalmente conseguir aprender a ler e a escrever e ver que nem todas as escolas são ruins.Que ela pode realmente se divertir e aprender na escola.

Obrigada por ter me dado esperanças de novo de que existem bons professores nesse país. Eu tinha perdido. E até desistido da profissão. Mas por confiar em você vou entregar a Vivi em suas mãos ano que vem de novo, e voltar a trabalhar!!

Obrigada.

Que outras mães possam ‘usufruir’ de pessoas e escolas e momentos bons como os que eu tive com você, nessa escola, esse ano todo!

Obrigada!!!

(Pra quem não sabe, desde o primeiro dia de aula, sem conhecer a gente antes, essa professora teve que medir a glicemia da Vivi e aplicar insulina na hora do lanche TODOS OS DIIAAASS… todos os dias, sem excessão. Não só media a glicemia uma vez, como mais vezes, sempre que tinha escola de esportes, ballet, almoço na escola. Nos dias de passeio, ela aplicava a lenta de manhã e a rápida, media a glicemia de 3 a 4 vezes por dia e fazia todas as correções necessárias. Nunca se recusou. Se mostrava apreesiva em dias especiais mas fazia o que tinha que ser feito. Sempre me avisou antes dos dias que não estaria na escola pra que procurassemos outra pessoa que o fizesse. Nunca tive nenhuma surpresa desagradável, muito pelo contrário! Por isso eu digo, mães, vale a pena procurar uma escola em que seu filho seja aceito e cuidado do jeito que tem que ser. Dá trabalho no começo, mas depois é só alegria.)

 

Anúncios

7 pensamentos sobre “Querida Professora…

  1. Me arrepiei ao ler…que coisa mais boa ter pessoas assim em nossas vidas. Que bom que a Vivi tem esta professora ao seu lado… 🙂

  2. Nicole, lindo d+, tenho certeza que ela vai adorar, li o texto e nao contive as lagrimas……pois compatilho com vcs este desafio diario de deixar uma filha com “necessidade especial de atenção” e como vc conto uma professora que nao se negou a apreender a lidar com esta situação, de superar os medos e proporcionar as nossas filhas a oportunidade de ter uma vida “normal” com as outras crianças, torço muito para que nossas filhas continem a encontrar muitas pessoas assim .

    bjs…

  3. Pingback: Tweets that mention Querida Professora… « Minha Filha Diabética ! -- Topsy.com

  4. Nicole querida,
    Só nós mesmos para saber a importância desse fato!!!!!
    Aqui com Julia no inicio do diabetes passei por poucas e boas na escola em que ela começou a estudar (até saiu uma reportagem na sabor e vida sobre o caso dela) , mas enfim, mudei de escola e atitude e desde o ano passado que estou super tranquila tanto com a escola como com as professoras que acompanharam Julia nesses dois anos. Tivemos a sorte e o prazer de pegar professoras, carinhosas, inteligentes e muito, muito, comprometidas com nossa filhota…
    Na escola de minha filha, por ser um colégio muito grande, as professoras não podem passar de um ano para o outro como vai acontecer com a da vivi. è regra da escola… Mas, a escola é bem comprometida e escolhe sempre “a dedo” que vai acompanhar a turma da juju… Isso nos dá grande segurança….
    Agora neste fim de ano até escrevi uma cartinha de agradecimento para a professora que acompanhou esse ano a julia, mas ainda não entreguei, e também não tinha pensado nesse tema para o blog… Mas assim que entregar para ela posto lá no blog, como um agradecimento publico por um bem que elas não tem idéia de como é fundamental para a gente…
    Um beijão para vcs!!!!

  5. Oi Nicole,
    Não ele só toma de manhã, 21 UI.
    Bjs

  6. Nossa! Não sei como agradecer por essa mega homenagem!
    Muito obrigada pela confiança e carinho!
    Muito obrigada por me deixar fazer parte dessa aprendizagem!

    “Confesso que de início fiquei apreensiva, e pra dizer a verdade ainda fico… rs
    Mas, a diabetes não é nenhum “bicho de sete cabeças”; sem contar que essa família é super especial:
    Duda é uma graça, sempre bem humorada!
    Vivi encantadora, muito espontânea em suas palavras e atitudes!
    Nicole, sem palavras! Descontraída, te transmite segurança e calma. Sei que muitas vezes eu estava ansiosa e ela me deu a maior força com muita tranquilidade!”
    Agradeço muito, muito, por estarem em meu caminho e poder colaborar nessa jornada.
    Agradeço por me propiciarem toda essa aprendizagem, a Vivi, tem muito a nos ensinar!
    Agradeço por me deixar conviver diretamente com a Vi por mais um ano!

    Obrigada, obrigada, obrigada!!!
    Beijinhos,
    Prô Ariane

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s