Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

D-blog Day – Dia Mundial do Diabetes 2010 – #dblogday

1 comentário

Dia D-blog foi iniciado em 09 de novembro de 2005 durante o mês da consciênciado Diabetes, para ajudar a unir os blogueiros diabéticos e criar a consciência sobre o diabetes.

O tema deste ano é: 6 coisas que você quer que as pessoas saibam sobre o diabetes

Hoje é dia 10! Tô atrasada, mas ontem fiquei o dia fora e sem internet!

 Realmente são muito mais de 6 coisas que todos os diabéticos gostariam que as pessoas soubessem, mas vamos lá. Vou nas 6 mais básicas que respondo diariamente.

1) Não, ninguém da minha família tem diabetes! Só ela. Geralmente, o diabetes tem origem genética e, às vezes, também imunológica. Genética e não necessariamente HEREDITÁRIA (que passa de pai pra filho).

2) É, realmente, ela é magrinha, quem disse que pra ter tipo 1 tem que ser obeso? O diabetes tipo 1 não está relacionado com o jeito que você leva a sua vida. Não tem nada a ver com ter hábitos saudáveis ou não. 

3) Não, ela não ficou diabética porque comia muito doce! Ninguém ainda descobriu como surge o diabetes tipo 1. Sabe-se de uma predisposição genética, mas daí, o que faz alguns desenvolverem e outros não, ninguém sabe. CERTAMENTE não é o doce.

4) Ela pode comer doce sim, como todas as pessoas, não deve exagerar, como ninguém deveria, só precisa ajustar as doses de insulina depois. Hoje em dia, com a contagem de carboidratos e os novos tipos de insulina, o diabético tem maior liberdade na hora de se almientar. Todos deveriamos optar pelo saudável, mas nun aniversário, por exemplo, todos comemos uns docinhos, os diabéticos tipo 1 também podem!

5) Ela pode praticar os exercícios físicos que quiser. Uma das coisas mais importantes no tratamento do diabetes tipo 1, além da insulina a ser aplicada diariamente e várias vezes ao dia, e de uma alimentação equilibrada, é IMPORTANTÍSSIMO que o diabético pratique atividade física regularmente, ela ajuda muito no controle glicemico. O único detalhe é que o diabético precisa medir a glicemia antes e depois do exercício, e talvez comer alguma coisa para não ter nenhum susto durante a prática.

6) E como você descobriu que ela tinha diabetes? É só você ficar atento ao seu filho. Às vezes, os sintomas são muito claros e duram algumas semanas, sendo mais fácil a percepção, mas infelizmente pode ser de uma hora pra outra e você acaba descobrindo numa internação por vômitos e diarréias, ou alguma outra coisa. Minha filha apresentou claramente todos os sintomas por duas semanas. Começou com muita sede e muita fome, depois muitas idas ao banheiro, começou a perder peso e ficar irritada e cansada, não queria fazer mais nada, e por último, percebi que ela estava enxergando as cosias com certa dificuldade. Até que apareceram as formigas no xixi! Muito açúcar.

Quando você notar algo diferente no seu filho, vá ao médico. Mesmo que você seja taxada como exagerada. A gente sabe quando tem algo errado. Confie em você, no que seu coração diz e vá atrás de uma resposta!!

Fonte: Livros

– Diabetes sem medo, Dr. Leão Zaguri e Tania Zaguri, Ed. Best Seller

– Desembarcando o diabetes, Dr. Fernando Lucchese, L&PM POCKET

-Tenho diabetes tipo 1, e agora?, Mark Barone, Ed. All Print

Anúncios

Um pensamento sobre “D-blog Day – Dia Mundial do Diabetes 2010 – #dblogday

  1. Menina depois vou postar isso no meu blog..
    Nossa não aguento mais ficar respondendo sempre as mesmas coisas,quando eles veêm JP medindo a glicemia.
    -Ele e diabetico? tem alguem na familia? etc…

    BEIJOS E UM BOM FIM DE SEMANA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s