Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

ADA 2010 – Hipoglicemia na População Pediátrica*

6 Comentários

*Fonte: http://www.diabetes.org.br/sala-de-noticias/noticias/noticias-internacionais/1384-ada-2010-hipoglicemia-na-populacao-pediatrica

Fico TÃO aliviada ao saber que não sou a única que tem medo de hipo. Que não sou a única que após uma hipo, prefere as hipers só pra garantir !! 🙂 Só as que passaram por hipos severas tem uma ideia do que estou falando!! Não desejo que ninguém passe por isso! Mas não podemos deixar tudo no vermelho, né!

A Hipoglicemia ainda é a maior barreira para o atingimento dos alvos e metas determinados para o bom controle do diabetes, afirmou Timoty Jones – MD no simpósio “A1C Targets in Pediatric Diabetes”, ocorrido no sábado no ADA.
Ele trouxe evidências de que o medo da hipoglicemia leva a família a alimentar a criança com maior frequência e quantidade. Isso justifica um aumento médio de 0,8% da A1C de crianças que já sofreram uma hipoglicemia grave e são hiperalimentadas versus crianças que não experimentaram hipoglicemia severa.  

O Sono e o exercício foram os fatores causais mais frequentes. Em uma grande revisão da incidência das hipoglicemias, elas ocorreram em 55% das vezes durante o sono (Doris et al, Ciabetes Care,2007). Outro estudo apresentado, publicado no Diabetes Care 33, 1004-1008; 2010, o uso contínuo do CGMS em um grupo de crianças diabéticas, evidenciou 8,5% das noites com glicemias medidas por pelo menos duas vezes abaixo de 60 mg/dL.  

Uma análise das causas mais comuns da hipoglicemia noturna, o excesso de insulina, o defeito na secreção dos contra reguladores e o aumento do consumo de glicose noturna gerado pelo excesso de atividade física diurna e consequente elevação da taxa metabólica basal, formaram o grupo das principais causadoras de hipoglicemia durante o sono. A prevalência das crianças com hipoglicemia não reconhecida é grande e pode ultrapassar 28%, afirmou Timoty. 

Em seis meses de uso do CGMS, ele demonstrou uma redução de 20 para 5% do número de hipoglicemias em adultos, que foi sustentado e chegou ao final do sexto mês em 10%, uma redução pela metade do número inicial de hipoglicemias antes do uso da monetarização contínua. 

A hipoglicemia não reconhecida, a presença de hipoglicemias recentes e a redução acentuada da HA1C são fatores de risco para Hipoglicemia severa e uma atenção especial para o período do sono, na prática de atividade física que são essenciais para o combate das Hipoglicemias graves nas crianças diabéticas, concluiu. 

Mauro Scharf
Centro de Diabetes Curitiba

Anúncios

6 pensamentos sobre “ADA 2010 – Hipoglicemia na População Pediátrica*

  1. Oi, Nicole

    A Luana graças a Deus nunca teve uma hipo severa, e faço tudo o possivel para que isto nunca ocorra, como este ano ela começou a ir na escola aumentou a atividade fisica, em virtude disto nao estou aplicando a insulina basal que davamos a noite e meço a glicemia todos as madrugadas 3:oo hs,a medica acha desnecessario todos os dias, mas com esta rotina ja evitei com certeza hipos severas, neste horario por umas tres vezes ja constatamos 33mg/dl. Ja pensou se nao houvesse esta medição? Nao adianta irmos 100% pelo medico, e nos que vivemos esta rotina diariamente e nos e que sabemos o que realmente deve ser feito….

    • É isso mesmo.. quem acaba definindo muitas coisas no tratamento somos nós mesmo,. Depois comunicamos os médicos das nossas decisões!!

      Que bom que sempre conseguiu evitar!!! Bom mesmo…. vou tocer pra você conseguir evitar SEMPRE !!!

      Um beijo
      ps;;; tudo bem por aí? Faz tempo que não aparece? Conversou com a Vivi?

  2. Realmente dei uma sumida, estou com muito trabalho e como te falei por e-mail a Luana imendou varias gripes que terminou numa otite a uns 10 dias , ai sao varias noite sem durimir direito….

    Ah, valeu pela dica, aumentei a dose da insulina enquanto ela passou por este periodo de gripes, e consegui manter uma media boa no controle, semana que vem vamos fazer os exames para ver como anda os controles.

    Agora ja estou na area…….

    bjs

  3. Pois…sou mais uma com pavor a hipo.
    Mas a hiper ébem mais perigosa, só que é silenciosa…
    Dificil émanter os valores.

    bjs

  4. Eu tenho medo de hipo, de hiper, de qualquer coisa relacionado ao descontole glicemico.
    sei lá, tenho a sensação de dar um passo em direção daquelas coisas horiveis todas, que são as sequelas.
    o medico uma vez me disse que até certa idade o objetivo é evitar as hipos.
    To numa correria danada, é mês de finalizar projetos, a copa ja me atrasou pacas.
    Ainda inventei de colocar um projeto para o dia 14 denovembro na ONG to igual doida pra dar conta de tudo.
    beijinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s