Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Gisele, mãe do Bruno, 9 anos, diabético desde 07/2008

3 Comentários

 “Historia de Bruno(luz da minha vida)

Eu nem imaginava que criança podia ter diabetes até que:Minha cunhada foi a manicure e voltou muito triste,” Gi vc nem imagina,sabe aquela manicure que eu vou sempre,o filho dela ficou 16 dias internado por causa da diabetes,ele tem desde os 8 anos e vive internado,ela falou que as vezes ele interna 3 vezes por ano que não aguenta mais e bla, bla bla,” Esse foi meu primeiro contato com a diabetes infantil.
 
Nós descobrimos a diabetes do Bruno em julho de 2008,uns 3 meses antes ele começou a reclamar de uma dor na barriga.Tudo bem, marquei pediatra,o pediatra examinou e nada foi constatado,mas,ele continuava reclamando de dor; eu achei que fossem gazes,mudei a alimentação, tirei o leite, fazia  na barriga e nada.

Um belo dia esse menino acordou berrando de dor,fomos ao hospital,tomou soro,fez exame pra ver se era apendicite,nadaaaaaaaaa,voltamos pra casa,no outro dia, mesma dor voltamos pro hospital,ai ele ficou 2 dias,exames nos rins,na visicola, no estômago e nadaaaaaaaa.Ele teve alta e voltamos pra casa,(hoje eu sei que é o primeiro sintoma do pré diabetes,mas muitos médicos ignoram isso,quem me falou foi uma pediatra  do Hospital Mario Gati).
Depois desse episódio ele melhorou,começou a comer muito,coisa que ele não fazia antes.Comia de tudo e repetia,acho que ele engordou uns 3 quilos em pouco tempo,as  calças não fechavam e eu tive que comprar novas,comprei três.

Tudo corria bem até que o Bruno teve uma febre alta 39 do nada,como ele sempre foi o catalizador de viroses,eu pensei é virose,e olha que ele mamou no peito até os 2 anos.Depois dessa febre que durou 3 dias ele mudou,tava sempre cansado,com sono,desanimado,não comia mais direito e começou a beber muita agua e ir muito ao banheiro,inclusive de madrugada.

Ele que dormia no quarto dele não queria. dormir mais sozinho e passou a dormir no meu quarto,eu comecei a observa-lo e comentei com o meu marido que ele não estava bem,maass meu marido falou que ele tava ótimo,que era coisa da minha cabeça,tudo bem beleza.

Lembra das calças novas,pois é, eu mandei o Bruno colocar uma pra gente sair pra passear:ele colocou e a calça que era certinha, caiu e foi parar no pé dele,só ai eu percebi como meu filho tinha emagrecido,na hora eu falei pro meu marido,”vamos levar o Bruno no pronto socorro agoraaaaaaaaaa.
 
No caminho pro hospital eu pensava que fosse pneumonia por causa daquela febre de mais ou menos 15 dias atrás.
Quando chegamos ao pronto socorro,fiquei conversando com uma mãe que foi levar a filhinha de 2 anos que estava com suspeita de pneumonia,assim como eu também achava que era o caso do Bruno.
Entramos no consultório e eu comecei a contar os sintomas pro pediatra e meu marido junto me olhando,tipo assim,meu Deus ela tá louca o menino não tem nada.Eu na maior certeza do mundo falei Dr. vamos fazer uma raio x do pulmão,ele respondeu vamos sim,mas antes vamos fazer um dextro,ótimo,vamos eu nem imagino o que seja isso,mas td bem. A enfermeira veio com o aparelho igual ao que o meu pai tem(meu pai ficou diabético com 65 anos).
 O resultado foi 400, o medico  olhou pra mim e falou: mãe o seu filho está diabético,meu Deus eu lembrei do filho da manicure,depois disso eu nem ouvia mais o que ele falava.Eu desabei  a chorar,tive que ser retirada da sala pela enfermagem porque tava assustando o Bruno…..uma loucura.Depois fui pra porta do hospital,enquanto o Bruno foi com o pai fazer uns exames,inclusive o bendito raio x do pulmão.Eu queria acompanha-los mas minhas pernas não correspondiam e eu não conseguia ficar em pé.Ele ficou 8 dias no hospital,dois na UTI.Eu nunca pensei que pudesse sofrer tanto e continuar viva.
 
Lembra aquela menininha do pronto socorro,ela  tomou medicação e  foi pra casa,na hora eu tive tanta inveja quem dera fosse só uma pneumonia,mas a vida nos prega muitas peças,dois dias depois ela voltou e se internou na UTI que o Bruno estava,trocaram a roupa de cama dele e colocar a dela. Eu a mãe dela e outras mães passávamos a noite nos corredores conversando e rezando por nossos filhos,mas algumas preces não foram ouvidas e a Camila veio a falecer 3 dias depois.
 Imagina como eu fiquei,eu que desejei aquela doença pro meu filho,tive que presenciar a dor daquela mãe…..não foi fácil.

 Esse foi o começo dessa longa jornada,depois eu te conto mais.bjs e sorte pra nós.”

Lendo essa história me lembrei da Vittoria. Ela morria de dor de barriga no primeiro semestre de 2008. A ponto de em Julho, de férias em SP, eu levá-la ao médico e fazer inúuumeros exames, inclusive ultrassom abdominal pra tentar entender de onde vinha tanta dor. Tomou vermífogo.. e nada. Ela chegou a fazer um exame de urina,  e apareceu glicose, mas o médico disse pra não me preocupar porque num jejum prolongado isso poderia acontecer. Acho que já era diabetes, né… isso ficou na minha cabeça….3 meses depois… PIMPA !!!

Anúncios

3 pensamentos sobre “Gisele, mãe do Bruno, 9 anos, diabético desde 07/2008

  1. Olha que coisa…o Jonas tambem reclamava muito dessa dor de barriga……tanto que dá ultima vez o medico pediu ultrassom pra descartar pedras nos rins….ele viu foi glicose na urina….foi daí que percebemos….olha que coisa como graças a Deus ele não chegou a internar….pegamos a doença no pulo!

  2. oi eu tambem tenho uma filha diabetica ela tem 6 anos ea nossas historia e bem parecida ate chorei e dificil mas DEUS esta com nos

  3. Engraçado… sempre que leio depoimentos das mães percebo semelhanças com a nossa história, mas me identifiquei muito com a história da Gisele… no caso do meu filho, foi tudo muito rápido. Ele não sentiu dor alguma, numa quinta-feira briguei com ele por achar que ele bebia água demais, inclusive de madrugada, nesse mesmo dia ele fez xixi na cama. No dia seguinte continuou bebendo muita água e comentei sobre esse excesso de sede com meu esposo que tb me achou neurótica e falou que era implicância minha. Na sexta não deixei beber agua de madrugada e ele acordou reclamando que a boca estava seca… novamente fez xixi na cama. No sábado foi ao treino de futebol mas pediu pra sair no meio do treino pra beber água (ele jamais faria isso) e percebi que ele estava magrinho. Chegando em casa falei com meu marido que achava que o Gu estava com diabetes, mostrei os sintomas na internet, mas ele não deu muita atenção e decidimos observar mais um dia… como os sintomas continuaram, na segunda levamos ele no médico e pedi pra fazer um destro… imagina o susto 468!!! Mas eu nem imaginava que era essa tal DIABETES 1, achei que a glicemia estava alterada apenas e ele tomaria um soro, entraria numa dietinha provisória e tomaria um remedinho em casa… quando a médica falou que não tinha cura, que era pra eu internar ele e que ele teria que tomar insulina pro resto da vida (ou até acontecer um milagre divino ou descobrirem a cura – e eu CREIO que ele será curado); assim como a Gisele, também não me contive e chorei muito, o Gu ficou assustado tb… enfim, ele ficou internado 7 dias (sendo 5 na UTI), e desde que recebeu alta estamos levando a vida na melhor forma possível. Ele está em fase de lua-de-mel então por enquanto só toma 6U de Lantus de manhã e não fazemos contagem de carboidrato… fico com medo de quando essa “fase” acabar mas não vou sofrer por antecipação. Cada coisa no seu tempo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s