Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Por DENTRO do Diabetes !

13 Comentários

Fonte: Forecast Diabetes

 http://forecast.diabetes.org/files/images/v63n04_p36_37.pdf 

Diabetes é basicamente um problema com a forma como o corpo usa a comida. Quando você come, seu intestino decompõe os alimentos em várias partes, inclusive glicose, um açúcar que é sua principal fonte de energia. Se você tem diabetes, esse açúcar não consegue chegar onde precisa ir e acaba ficando no seu sangue, onde ele pode causar danos em varias partes do corpo.”

Essa é a introdução do artigo. Eu achei interessante porque ele tem umas imagens das células liberando a insulina e a glicose no sangue… Fantástica a ilustração!! O artigo também explica a função do estômago, fígado e pâncreas nessa decomposição da comida no aparelho digestivo.

Depois ele mostra três imagens: a primeira, de uma pessoa sem diabetes, mostra o vaso sanguíneo, a célula beta (lilás) liberando insulina (gotinhas brancas), a glicose (gotinhas amarelas) no sangue e ao lado a imagem da insulina com a glicose indo para onde deve ir.

A segunda imagem é de uma pessoa com diabetes tipo 2. Nessa podemos ver que a célula beta ainda possui sua cor mas a quantidade liberada de insulina é MENOR e logo a de glicose MAIOR e muito poco passa para as outras células do organismo.

Na terceira imagem, um exemplo de diabetes tipo 1, onde as células beta já não tem mais cor, não liberam NADA de insulina, e no sangue aparece bastante glicose e nada de insulina. Sendo assim, na figura ao lado, podemos ver que nada passa para as outras células, mostrando a glicose toda no vaso sanguíneo !!!

É legal mostrar pras crianças…. mostrar onde fica o pâncreas, quem (outros órgãos) trabalha com ele e a diferença nos tipo de diabetes e o porque deles precisarem de injeções de insulina.

Se alguém precisar de ajuda com o inglês é só dar um toque !!!

 

Anúncios

13 pensamentos sobre “Por DENTRO do Diabetes !

  1. Passando para dar bom dia!

  2. Se liga aí: Uma glicemia de 126 de um moleque de 4 anos, depois de comer uma coisinha e um sorvete de casquinha do Mac… acho q é normal… né não?

  3. Nicole e Vittoria,

    Meu nome é Andréa, sou mãe da Ana Laura, 3 anos (somos de Campinas), diabética há 4 meses, em lua de mel. Acompanho seu blog e acho lindo o seu jeito de ver a vida e de passar para a Vitoria.
    Tento também ver de forma tranquila, mas nem sempre é fácil, não é mesmo? A minha pequena é uma criança linda, assim como a sua, muito alegre, falante e para ela os dextros e a insulina são muito tranquilos. Ela me diz que não sente nada e faz também em suas bonecas…
    Sou pediatra e acabei percebendo os sinais na Ana Laura antes de qualquer descompensação. Agora ela está usando Lantus cedo e quando necessário, fazemos as correções com NovoRapid.
    O seu blog me ajuda muito, pois ser médica não ajuda muito quando se trata do sentimento em relação aos filhos. Sou mãe dela e não médica dela… Acho engraçado seu jeito de escrever, eu e meu marido, que também é médico, rimos bastante e nos emocionamos muit o também.
    Acredito muito que em poucos anos elas já não vão mais ter limitações, pois coisas novas estão por aí…
    Gostaria de te dizer que fico feliz em poder trocar experiências e informações e quem sabe um dia que formos a São Paulo não podemos nos encontrar para elas se conhecerem…
    Um beijo para vcs. Muita saúde para nossas pequenas princesas.
    Andréa.

  4. NIc assim que der eu quero ver ,parece ser bem explicativo !
    bjim

  5. bom noite?sou a mãe da Mariana de 2 anos,ontem furei o dedo dela e deu 110 e fiquei preocupada gostaria de saber se é normal.

    • Depende !! Faça de novo quando ela acordar em jejum e tire a dúvida.
      Mas não creio que seja!

    • Eliane,

      A Mariana é diabética?
      Os níveis normais de glicose no sangue são:
      – Em jejum de 70 a 99mg/dL sangue;
      – Até 2 horas após uma refeição pode chegar até 140mg/dL de sangue.

      Nunca podemos esquecer que os medidores de glicose usados em casa não servem para diagnóstico, eles são usados somente para controle da glicemia, onde conseguimos visualizar se os objetivos do tratamento que esta sendo usado, estão sendo atingidos.
      Para diagnóstico devemos fazer o teste de glicose em jejum no laboratório. A diferença entre os 2 testes é que no medidor de glicose utilizamos o sangue total (parte branca e vermelha do sangue) e no laboratório usamos somente a parte branca do sangue, este último é mais específico e preciso.
      Os medidores de glicose podem fornecer resultados com até 20% de diferença , para mais ou para menos, que o exame laboratorial.

      Qualquer outra dúvida, me coloco ã disposição.

      Mônica Lenzi
      Farmacêutica – Educadora em Diabetes
      farmaceutica@docevidadiabetes.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s