Minha Filha Diabética

Uma vida mais doce após o diabetes tipo 1!

Fazer o bem e a inclusão social !!

9 Comentários

… não dói, não custa, não atrapalha, não atrasa, não irrita. Fazer o bem só pode te fazer bem. De verdade.  E esse post nada tem a ver com diabetes (a princípio). E sim com uma questão que a novela das oito (nove) até tem falado. INCLUSÃO.

” Inclusão social é um conjunto de meios e ações que combatem a exclusão aos benefícios da vida em sociedade, provocada pela diferença de classe social, origem geográfica, educação, idade, existência de deficiência ou preconceitos raciais. Inclusão Social é oferecer aos mais necessitados oportunidades de acesso a bens e serviços, dentro de um sistema que beneficie a todos e não apenas aos mais aptos.”

É lindo, não é? Pena que não acontece. Ou acontece até certo ponto.

Por exemplo…. hoje fui ao cinema às 13h assistir Chico Xavier. Na bilheteria tinha uma senhora duns 80 anos que ia ver o mesmo filme que eu. Não conhecia o shopping muito menos o cinema. Mostrei onde era a escada rolante e ela foi enquanto eu comprava meu ingresso. (Neto ta de prova disso tudo rss) Subi as escadas e lá estava ela, perdida. Mostrei a entrada e onde poderia comprar as coisas. Comprei uma água (mentira, comprei chocolate mesmo) e ao entrar ví que ela estava mais uma vez sem saber pra onde ir. Fomos juntas até a sala. O filme estava pra começar, eu sou super pentelha com horário mas, ela precisava de mim. Dona Ruth parou na entrada da sala e se recusou a continuar pois estava escuro demais. Ela me contou que esse medo todo se devia a uma perda de visão de um dos olhos e por isso também, uma queda que a fez operar o joelho.

Era uma penumbra, os traillers ainda não tinham começado, então ainda não estava tão escuro quando eu sabia que ficaria. E ela não entrava. Precisei conversar bastante e fazê-la acreditar que não existiam degraus. Só uma rampa. Ela confiou e foi subindo, se apoiando em mim com bastante dificuldade. Não só essa dificuldade, mas achar a cadeira que é da mesma cor que o chão, VINHO, foi difícil. Levei a sua mão até a cadeira pra que ela sentisse e conseguisse se sentar. Não quis subir mais mesmo achando estar perto demais da tela e o som altíssimo. Realmente. Cinema vazio significa frio congelante e som ensurdecedor!!! Prometi a ela que ao final do filme a encontraria pra sairmos juntas. Se não fosse isso, Dona Ruth teria voltado atrás. Não assistiria o filme do cara que mais a inspirava. Não só era espírita com todas as forças, mas também conheceu Chico Xavier pessoalmente.

Saímos com as mesmas dificuldades e qual não foi a minha surpresa ao me deparar com outros idosos com as mesmas dificuldades ao entrar e sair. A ESCURIDÃO. Rampas e espaço pra cadeirante tem. Cadeira para o acompanhante do cadeirante também tem (olha a inclusão aí, gente). Eu saí pela entrada e reparei que a fila para a próxima sessão estava enooooorme… e cheeeeeia de idosos como D. Ruth. Não aguentei. Ví um cara com um…. ??walk-talk? como chama isso??? E falei com ele. Pedi pra ele reparar na idade das pessoas na fila, nas dificuldades que elas poderiam ter e ofereci sugestões: Aumentar a luz na sala, ter alguém que acompanhasse quem tivesse dificuldade, um ‘lanterninha’ que os ajudasse a sentar. Ele disse umas cinco vezes que a luminosidade, assim como o volume eram controlados automaticamente e ninguém poderia mudar esse padrão a não ser comunicando a agência de marketing do CINEMARK e havendo a aprovação pela mesma, porque uma iluminação maior prejudicaria a imagem. Mas eu não disse que era pra deixar as luzes acesas enquanto o filme passava, disse??? Só disse pra deixar o ambiente mais claro pra que as pessoas pudessem se locomover e se acomodar mais tranquilamente e com DIGNIDADE, né gente…. não dependendo de estranhos bondosos como eu que certamente não existem aos montes….

Após entender a minha questão, ele disse que faria com que a sala ficasse mais clara até o começo dos traillers! Ufa! (depois disso acompanhei D. Ruth pelo shopping até o supermercado. Não me custou. Eu tinha mais o que fazer. Mas ajudá-la naquele momento me fez muito bem. E se fosse eu? Minha mãe? Minha avó? E se minha filha na minha ausência precisar da ajuda de um estranho???)

E você? O que você faz pelos outros? Com que frequência ajuda um estranho?

Anúncios

9 pensamentos sobre “Fazer o bem e a inclusão social !!

  1. Eu trabalho com inclusão digital e social.
    Com certeza recebo muito mais do que meu salario pode pagar.

  2. NIc ,me vi em vc agora ! Porque sou assim ,eu desvio minha rota ,perco meu trem ,fico pra traz ,perco um momento esperado por horas pra fotografia perfeita ,se for preciso ajudar alguem ,isso me faz sentir muito bem ,me faz acreditar que um dia se eu precisar alguem fara por mim tb ,nao custa nada nao e mesmo?
    bjim

  3. Pois é! Sinto como se não estivesse fazendo mais do que a minha obrigação. Mamãe ensinou a respeitar os mais velhos, não???

  4. Post não tem nada a ver com o assunto mais não poderia deixar de colocar http://www.youtube.com/watch?v=IS_pezqJOUc finalmente alguma matéria passou na tv após o meu diagnóstico.. Passou no Jornal Nacional 14/04/2010 .. Alguém viu ?

  5. Ni…Pois é, aderi a mais esta loucurinha!!! É bom…Tenho seguido o “seu” também. E te confesso que foi vc que me encorajou de fazer um tb. Passo sempre por aqui….curto pacas….o texto da Martha Medeiros foi sensacional!! Beijokas..Mari

  6. “Fazer o bem sem ver a quem”…tocante e lindo seu texto. Realmente, num mundo permeado pela necessidade de rapidez, muitas vezes , nem paramos para olhar ao nosso redor e “contatar” quem precisa de ajuda! Muitas vezes, somos egoístas e negligentes com os demais ao nosso redor. Precisamos de mais pessoas com esta visão que colocaste no texto! Um beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s